GRUPO CMDC

 

O projeto consistiu na criação de uma cia. de dança apenas para jovens provenientes de comunidades de baixa renda com o intuito de proporcionar o máximo da expertise da Cia. de Dança Deborah Colker, identificare potencializar talentos, e formar bailarinos dotados de aptidão técnica e um trabalho corporal de um vigor extradiordinário, e integrá-los no mercado de trabalho com pleno potencial para atingir espaços em outras grandes cias. de dança.

 

Em 2009, na audição dos bailarinos recebemos mais de 300 candidatos, e durante os 2 anos do projeto, os 16 bailarinos selecionados puderam usufruir de aulas diárias de Dança Contemporânea, Ballet Clássico, outras técnicas corporais, Teatro, História da Artee História da Dança, além de possuírem Acompanhamento Psicológico e Fisioterapêutico,Bolsa Auxílio, Vale Transporte e Alimentação.

No final do projeto a cia. de dança havia realizado 56 apresentações de seu espetáculo “Partida” em diversas cidades brasileiras, além de uma turnê inédita de 8 espetáculos no maior festival de dança do mundo, a Bienal de Dança de Lyon, que em seus 25 anos de história nunca havia tido um grupo social e amador dentro da sua programação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BIENAL DE DANÇA DE LYON

Pela primeira vez na história, uma cia. de dança sociale amadora contendo apenas jovens em seu corpo, participou do maior festival de dança do mundo.O espetáculo “Partida” realizou 8 apresentações em4 regiões diferentes da cidade de Lyon, nos teatrosLe Radiant, Le Polaris, Vaulx en Velin e Albert Camus. Após cada apresentação foi realizado um debate entre jovens franceses e os jovens do Projeto Social CMDC mediado por 2 tradutores. Todas as apresentações estiveram lotadas e o boca-a-boca do espetáculo chegou as ruas de Lyon, onde franceses interceptavam os bailarinos para parabenizá-los pelo espetáculo.

 

CIRCUITO CULTURAL SESI

De Setembro de 2009 até Maio de 2010, o Projeto Social CMDC participou do Circuito Cultural SESI apresentando o espetáculo “Partida” em 12 cidades do Estado do Rio de Janeiro. Todas as apresentações foram gratuitas.

1/25

CRIANÇAS DA NOSSA COMUNIDADE

 

O bairro da Glória faz a divisão da Zona Sul carioca com o Centro antigo, área que atualmente é alvo de intensas políticas

de revitalização. Apesar do histórico de importância cultural e política, a Glória vem sofrendo, desde a década de 1960,

um processo de abandono que resulta em sérios problemas comuns em grandes centros urbanos: alto índice de drogas,

roubos, violência, prostituição e deterioração da arquitetura local. 

 

Visando contribuir para a reversão deste processo e o resgate da auto-estima do bairro, criamos o projeto

“A GLÓRIA DA GLÓRIA”, estruturado em nove  linhas de ação. As atividades pretendem resgatar a auto-estima do bairro, unindo

a comunidade através de ferramentas que visam a interação, educação artísticae entretenimento. Dentre as nove linhas de ação,

está o projeto “crianças da nossa comunidade”.

 

Visamos apresentar as crianças o universo artístico da dança e outras formas de arte que a ela se relacionam; incutir

o valor da consciência corporal, do cuidado com o corpo, a saúde, a importância da integridade físicae o respeito à vida

em todas as suas dimensões. 

 

As atividades oferecidas são: ballet clássico, dança criativa e vivências sócio-afetivas; em janeiro e julho, teremos

uma colônia de férias com aulasde hip-hop, circo, artes plásticas, teatro e dança.

 

Este projeto é mantido pela Sequoia Foundation em parceria com o CMDC.